Comentários do Fórum

Aula 5 - População, meio ambiente e desenvolvimento
In Fórum: Geografia da População
Debora Melo
24 de mar. de 2021
Para George Martine a diferença explicita na conformação da problemática ambiental no cenário global e nacional e mostra como a dimensão demográfica assume um perfil diferenciado em distintas regiões e países. Nesse sentido, consideram os padrões de produção e consumo, característicos da industrialização e do desenvolvimento, como variáveis centrais da problemática ambiental global. O próprio modelo de desenvolvimento adotado pelas sociedades modernas é considera como agravante dos problemas ambientais, e não o volume e crescimento demográfico. Já o texto de Hogan aborda um tema bastante recorrente nos estudos de população e ambiente naquele momento, busca analisar a partir do incidente ocorrido no município de Cubatão na década de 80 a relação entre industrialização, migração e bem-estar em outro contexto e sob outra ótica, examinando especificamente o papel dos movimentos migratórios na determinação das vitimas da poluição no polo síderopetroquímico de Cubatão. Os problemas ambientais ocorridos em Cubatão revelam a ausência de atenção dada à problemática ambiental predominante nos anos sessenta e setenta, entendida a partir do clima de protecionismo criado “para o grande capital garantido pelo governo militar, e pelo controle de movimentos sociais e da imprensa” (p. 127). Hogan enfatiza a preocupação central quanto aos problemas causados pela indústria ao ambiente e a população, onde se por um lado temos uma agravante ambiental, por outro lado vemos os fatores sociais que implicam na permanência de população nesses lugares. O estudo de Hogan revela questões relacionadas a um contexto onde a população, não reconhecia ainda (ou apenas ignorava) as implicações ambientais e insalubres decorrentes da implantação da indústria em Cubatão, justificada principalmente pelo dilema estabelecido em torno das escolhas em ter um trabalho, uma moradia em um lugar insalubre, do que assumir a problemática.
1
0
Aula 2 - Transição demográfica
In Fórum: Geografia da População
Debora Melo
14 de mar. de 2021
Segundo o livro Crescimento populacional e estrutura demográfica do autor José carvalho ´´De modo geral, nos países desenvolvidos, a taxa de fecundidade manteve-se em patamar relativamente alto após um período de declínio da mortalidade e, desde então, a taxa de fecundidade continuou diminuindo, resultando em uma queda substancial da taxa de crescimento populacional. Isso encerrou o chamado processo de transição demográfica. Na década de 1960, tendo em vista o aumento significativo da taxa de crescimento populacional nos países subdesenvolvidos, essa situação despertou preocupação generalizada, principalmente a opinião pública e os governos do primeiro mundo e organismos internacionais. Algumas pessoas dizem que, ao contrário dos países desenvolvidos, não há razão para esperar um declínio natural da fecundidade nos países pobres, reduzindo assim o crescimento populacional. Nesses países / regiões, a transição demográfica não será concluída! Haverá uma chamada explosão populacional, que impedirá o desenvolvimento, causará mais cedo ou mais tarde graves problemas sociais e econômicos internos e colocará em risco a própria ordem internacional. Portanto, algumas pessoas sugerem que seja uma política oficial de controle da natalidade como a única forma de evitar o rápido crescimento populacional e, assim, libertar os países subdesenvolvidos do círculo vicioso da pobreza. Essas são as análises e pressupostos básicos do Neo-Malthusianismo, 2 amplamente aceitos em diversos setores dos países do Terceiro Mundo, inclusive no Brasil.`` O autor pois uma teoria parecida com a de Malthus: Segundo Malthus e os malthusianos, o crescimento populacional reduz a oferta de alimentos, causando pobreza e problemas sociais. Ou seja, pensando em todo contexto social, ele diz que as pessoas sugerem que reduzam a natalidade para ´´tirar`` o país da pobreza. OBS: Adorando as aulas e os memes utilizados nelas. 🤣 Debora Rodrigues de Melo- Turma Geografia 2020!
1
0
Aula 1 - Teorias populacionais
In Fórum: Geografia da População
Debora Melo
14 de mar. de 2021
Ainda não havia assistido este documentário da Ilha da Flores, mas foi uma realidade na qual eu me identifiquei muito. O documentário apresenta a trajetória de um tomate, desde a colheita ao descarte por uma dona de casa, até a chegada ao lixão da ilha, onde crianças disputam alimentos que sequer servia de alimento para os porcos. Quando era pequena minha mãe me abandonou e mais 4 irmãos, aonde fomos pro abrigo e meu pai depois de 3 meses conseguiu nossa guarda, antes do abandono não lembro se passava fome, mas depois que fomos morar com meu pai a crise bateu, ficávamos semanas sem comer, ele trabalhava muito, mesmo assim não tinha condições de sustentar 5 crianças. Aqui em Altamira, não sei se vocês lembram, tinha um lixão a céu aberto próximo ao bairro Mutirao e Multicião, ficávamos felizes por saber que quando íamos lá encontrávamos roupas, sapatos, brinquedos e comidas (as embaladas com data de validade expirada), então foram vários meses indo lá para procurar as coisas, meu pai não sabia é claro, pois ficava de meses sem ir em casa para poder conseguir dinheiro. A feira comercial do bairro da Brasília também era uma opção de consegui alimentos, tanto legumes como frutas ou carne. Aquilo só acontecia porque não tínhamos outro meio de nos alimentar, muitas das vezes os próprios familiares não ajudavam aquelas pobres crianças, porque a sociedade ajudaria.? As coisas ficavam difíceis ainda mais quando crescíamos. A pessoa que passa por essa situação ela ver o quanto a desigualdade social gerada pelo sistema capitalista é desumana e as vezes desesperadora, uma exclusão social alarmante. Segundo Malthus e os malthusianos, o crescimento populacional reduz a oferta de alimentos, causando pobreza e problemas sociais. Já para Marx e os reformista, a pobreza absoluta não é um reflexo do crescimento populacional, mas uma oferta desigual de recursos devido à exploração capitalista e à desigualdade de classes. Ou seja, as duas teorias não estão erradas, as crises econômicas e sociais podem ser sim relacionadas ao crescimento populacional, porém, também tem a questão da desigualdade social onde os recursos ofertados para estes seres humanos não são dos melhores. Debora Rodrigues de Melo- Turma Geografia 2020!
0
0
Orientações Gerais em vídeo
In Fórum: Geografia da População
Debora Melo
14 de mar. de 2021
ENTENDIDO!!
0
0
Bem vindos à disciplina Geografia da População. Segue o material de estudos.
In Fórum: Geografia da População
Debora Melo
03 de mar. de 2021
Maravilha!
0
0
Debora Melo
Mais ações